Profile Main Image

Leon Diniz

A criação da carta Tomik, Distinguished Advokist

Nesta coluna, falamos sobre a filosofia do design do jogo e explicamos como e por que fazemos o que fazemos e até mesmo postamos alguns dos decks que construímos enquanto desenvolvíamos o conjunto.

Nossa equipe da Cards Realm traduziu [link](https://magic.wizards.com/en/articles/archive/card-preview/tomik-distinguished-advokist-2019-04-05)(o recente artigo da Wizards )explicando a criação da carta Tomik, distinto Advokist: “”” Nesta coluna, falamos sobre a filosofia do design do jogo e explicamos como e por que fazemos o que fazemos e até mesmo postamos alguns dos decks que construímos enquanto desenvolvíamos o conjunto. Hoje, vou falar um pouco sobre como lidamos com alguns dos problemas de equilíbrio em War of the Spark e sobre o processo de raciocínio por trás do meu cartão de visualização. Nós projetamos conjuntos com muita antecedência. Anos, na verdade! Sabíamos que WAR seria um conjunto de 36 planeswalker muito, muito cedo em sua vida. Sabíamos que esse conjunto seria difícil de acertar para Standard e Limited, então começamos a trabalhar nisso muito cedo. Uma equipe de designers de jogos reuniu-se para teorizar e discutir como seria um formato desses e quais seriam os desafios. Planeswalkers não são novidade para Magic, mas como designer, eu sabia o seguinte: *Os planeswalkers mudam o modo como um jogo de Magic é jogado*. Eles têm o potencial de assumir um jogo e devem ser avaliados como tal. Atacar um planeswalker ou jogador é uma decisão muito real, e não fácil. Os planeswalkers adicionam muita complexidade a um jogo de Magic. De repente, você tem um novo alvo para apontar uma magia de Burn ou remoção e algo novo para atacar. Quando você adiciona mais planeswalkers ao tabuleiro, esses fatores se multiplicam. Vamos apenas dizer que eu estava muito cético que um conjunto de 36 planeswalker funcionaria no Standard. No início do projeto de visão da WAR, nossa recém-formada equipe do Play Design foi encarregada de avaliar como seria um deck padrão com o WAR. Isso foi difícil para nós, porque na época as Guildas de Ravnica e Ravnica Allegiance ainda não estavam na Future League (nossa liga de testes padrão) e ainda estavam nos estágios iniciais do cenário. Usando a história como nosso guia, estudamos os decks Superfriends (um termo que descreve um deck com muitos planeswalkers) do passado, observando coisas como contagem de planeswalker, pacotes de remoção, base de mana e muito mais, e começamos a construir decks. Nós construímos vários decks, mas nosso foco estava nos decks Superfriends. Se o número de cards de planeswalker no Standard aumentasse, precisaríamos saber como era ter tabuleiros com muitos planeswalkers em jogo. Analisamos as coisas como complexidade e quais tipos de respostas precisamos para tornar esse formato divertido e equilibrado. Depois de muita exploração e aprendizado, uma das (muitas) conclusões a que chegamos foi que para a WAR ter sucesso no Standard, precisaríamos das respostas certas para lidar com essas placas complexas. Obviamente, a remoção correta é importante, mas outra resposta vem na forma de um atacante forte. Os atacantes são uma das maneiras mais eficazes de matar planeswalkers. Eles geralmente já estão em jogo quando um planeswalker atinge o tabuleiro, então você não precisa investir mana, e eles fornecem uma fonte de dano por turno. No entanto, os atacantes se tornam ineficazes quando há muitos planeswalkers em jogo, acumulando valor após turno. Portanto, essas criaturas devem ter uma taxa forte (fortes estatísticas para seu custo), evasão e serem mais difíceis de remover por seu custo. Uma das cartas que queríamos fazer era esta: [image](https://media.wizards.com/2019/images/daily/gv3MY14CZr.png) Esta é uma taxa muito forte para uma criatura evasiva WW. A resistência é à prova de choque e voar tem encontrado nossos objetivos para uma criatura agressiva que foi eficaz em atacar os planeswalkers. Nós pensamos que esta criatura era uma adição positiva aos decks de White Weenie. Enquanto eles são ótimos em ir muito longe, eles não têm muitas maneiras de passar pelo ar. Se os jogadores quisessem trocar isso por Adanto Vanguard, ou Tithe Taker, se quisessem mais maneiras de reduzir a lealdade de planeswalker, sentimos que esta era uma opção sólida para eles. Mas esta carta está incompleta. O que poderia ser o resto? *Agora, aqui está uma história completamente diferente com uma lição de como podemos resolver problemas diferentes com uma carta*. Dave Humpherys, designer responsável por War of the Spark e nosso triturador de dados do Magic Online, estava preocupado com o domínio dos decks de Deathrite Shaman no Legacy. Tenha em mente que isso foi há muito tempo, antes que Deathrite Shaman fosse banido nesse formato. Ele estava procurando uma resposta para Deathrite Shaman que Death and Taxes jogaria, enquanto também era um ódio contra outros decks no formato Legacy, como Dark Depths and Lands. No momento em que o WAR estava em cenografia, ambas as estratégias eram populares. Além disso, a ideia de Dave também seria uma salvaguarda para a Standard, caso houvesse alguma estratégia que fosse mais forte do que imaginávamos com o Crucible of Worlds ou uma estratégia de destruição de terrenos. Nós éramos céticos que este seria o caso, mas gostamos de nos apoiar mais fortemente em salvaguardas do que não no caso de estarmos errados. Enquanto eu vi decks Star of Extinction vermelho-branco aparecerem aqui e ali na MTG Arena, eles são muito franjados e não muito fortes. No entanto, não sabíamos disso com certeza quando estávamos trabalhando no WAR. Posso apresentar a você Tomik, Distinguished aAdvokist. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/f/3/f346387c-2f13-472b-b5b1-968b490eb38f.jpg?1554463820) Como os jogadores do Legacy sabem que a questão do Deathrite Shaman não é mais um problema, essa carta encontrou muitos dos nossos objetivos: ser uma carta forte para um deck do Standard White Weenie contra um campo de planeswalkers e ser uma salvaguarda para o Standard e formatos mais antigos. Há mais nessa carta do que aparenta, especificamente por ele ser uma criatura lendária, mas você terá que esperar um pouco para descobrir o porquê. Quando você descobrir, me avise no Twitter @MelissaDeTora. “””

Compartilhe:

Profile Main Image

Leon Diniz

Programador do site da Cards Realm. O Magic vai muito além das cartas. Somos pessoas, uma comunidade enorme.

Social: YoutubeInstagramTwitter

Profile Main Image

Vinicius Sorin

Fblthp chegou... e trouxe o Juizo Final!


Salve jogadores! Aqui é o Vinicius Sorin do canal do Youtube Cozinha Offline e estou aqui pela primeira vez na Cards Realm trazendo um deck tech de Commander maroto pra vós micês. A temporada de spoilers de Guerra da Centelha esta a todo vapor e esta semana tivemos a graça de ter as primeiras criaturas lendárias reveladas. Como é de praxe no canal, trazemos conteúdo quentinho pra vocês cobrindo as possíveis interações com os generais mais aclamados, e desta vez a bola esta com Fblthp, o Perdido! [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/5/2/52558748-6893-4c72-a9e2-e87d31796b59.jpg?1554222856) O clamor da comunidade em torno deste célebre personagem que vem aparecendo como aester egg em diversos outros cards foi grande, porém montar um deck em torno dele é no mínimo complicado. Após uma tarde de pesquisa em busca de uma lista eficiente de Fblthp sem sucesso, tive acesso quase que por acaso a uma ideia simplesmente incrível de deck elaborada pelo colega Rodrigo Maestrali compartilhada na comunidade do cEDH Brasil no Facebook. A lista original (batizada por ele de Mono-U Doomsday) apresentava a proposta de uma estratégia voltada para o combo utilizando Fblthp + Proteus Staff para reproduzir pilhas de maneira similar ao card Doomsday. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/en/mrd/230.jpg?1517813031) [image](https://img.scryfall.com/cards/large/en/a25/88.jpg?1521726223) As pilhas são complexas e exigem cards extremamente eficientes (e caros) para se tornarem viáveis num ambiente competitivo, porém é possível sacrificar a eficiência e velocidade dos combos, adaptar a ideia para um ambiente mais casual de jogos mais cadenciados e assim tornar o deck mais acessível. Abaixo você encontra a lista adaptada por mim, visando jogos de mesa de cozinha. Para entender melhor as pilhas e como o deck funciona, assista o vídeo a seguir: [youtube](https://www.youtube.com/watch?v=4r7fRWZWfn4) [deck](5896)

Compartilhe:

Profile Main Image

Vinicius Sorin

Professor de artes marciais e produtor de conteúdo sobre Magic. Jogador apaixonado pelo formato Commander, apresentador do canal do youtube Cozinha Offline.

Social: YoutubeInstagramTwitter

Profile Main Image

Julio Porto

Owen Turtenwald foi removido do Mythic Invitational por assédio


O que você vai ler, a seguir, são trechos traduzidos do artigo da Cecilia D'Anastasio, do site Kotaku. Caso você queira ler o artigo na integra (e inglês) o link direto para o artigo se encontra no final do texto em "Referências". Um dos jogadores mais proeminentes de Magic: The Gathering foi removido sem a menor cerimônia do primeiro torneio de $ 1 milhão, o Mythic Invitational. Desde então, como as perguntas foram levantadas sobre as razões não especificadas por trás da remoção de Turtenwald, fontes disseram que o jogador se engajou em comportamento inapropriado para as jogadoras e fãs há anos. [image](https://i.kinja-img.com/gawker-media/image/upload/s--6h264cE1--/c_scale,f_auto,fl_progressive,q_80,w_800/jjgluocem60f5moqupdh.jpg) Owen Turtenwald foi classificado entre os melhores jogadores de Magic do mundo por cerca de uma década. Em 2011, ele ganhou uma série de sete torneios do Grand Prix, ganhando o prêmio de Jogador do Ano daquele ano, que ganhou novamente em 2016. Hoje, Turtenwald é um membro célebre do Hall da Fama do Magic: The Gathering, uma flâmula patrocinada pelo Twitch. e um competidor na Liga Pro 2019 do Magic: The Gathering, onde ele supostamente recebe cerca de US$ 75.000 em contratos por ano. "Muitas mulheres na comunidade alertaram outras mulheres sobre Owen", disse Louke, uma jogadora de magic, [link](https://kotaku.com/pro-removed-from-1-million-magic-tournament-accused-of-1833677670?utm_medium=sharefromsite&utm_source=kotaku_facebook&utm_campaign=top&fbclid=IwAR1GZN7rwGBuvqxU8iAUoE8EwvcBHxTx-ZCglGANeTs5xf4-MI87uUxJEUc)(à Kotaku por telefone na quinta-feira). Louke diz que teve uma relação complexa com Turtenwald. Foi brevemente romântica, ela disse, mas depois que isso terminou, ele continuamente a fazia se sentir desconfortável tanto fisicamente quanto verbalmente na vida real e por mensagens de texto. Ela diz que ele lhe pediu por nus, insistentemente mandou mensagens para ela enquanto estava bêbado depois que ela parou de responder, e uma vez disse que sua aparência o distraía durante um torneio. "Eu pensei, na minha cabeça, só tem essa história", disse ela. "Não foi até mais tarde, quando ouvi histórias de outras pessoas sobre ele fazendo coisas inadequadas que eu percebi que não era só eu." "É um desses segredos sujos", disse um homem com laços estreitos entre pros de Magic, que queria permanecer anônimo. Ele disse que viu capturas de tela de mensagens que Turtenwald enviou para fãs do sexo feminino que ele descreve como "hostil". Turtenwald, disse ele, se ofereceria para ajudar as mulheres a avançarem como jogadores profissionais, mais tarde implicando que seria em troca do que a fonte descreveu como "wink-wink". "Ele é um membro do Hall of Fame, alguém que foi patrocinado pela Wizards of the Coast, um dos maiores jogadores de todos os tempos", disse ele. Vários relatos como esse foram coletados. O lugar de Turtenwald foi preenchido pelo jogador Brian David-Marshall. *Referências* [link](https://kotaku.com/pro-removed-from-1-million-magic-tournament-accused-of-1833677670?utm_medium=sharefromsite&utm_source=kotaku_facebook&utm_campaign=top&fbclid=IwAR1GZN7rwGBuvqxU8iAUoE8EwvcBHxTx-ZCglGANeTs5xf4-MI87uUxJEUc)(Kotaku)

Compartilhe:

Profile Main Image

Julio Porto

Ilustrador/Designer da Cards Realm. Jogo Magic desde os 11 anos de idade, quando comecei com o deck de iniciante da sétima edição que vinha com os saudosos Orgg Treinado e Vizzerdrix (que eu achava poderosíssimos!! Hahaha). Venho aqui apenas jogar aquela conversa boa e novidades do Magic.

Social: Instagram