Profile Main Image

Diogo Leal

Entrevistando Willy Edel - LATAM Magic Series

A LATAM Magic Series (LMS) é uma série de torneios que se passará pela América Latina. A organização do Torneio está sendo feito pela Bazar de Bagda, administrada pelo jogador profissional Willy Edel. Com o anúncio dessa nova série de torneios, resolvemos entrevistar Willy para esclarecer exatamente o que é a LMS.

A LATAM Magic Series (LMS) é uma série de torneios que se passará pela América Latina. A organização do Torneio está sendo feito pela Bazar de Bagda, administrada pelo jogador profissional Willy Edel. Com o anúncio dessa nova série de torneios, resolvemos entrevistar Willy para esclarecer exatamente o que é a LMS. [image](https://cardsrealm.com/images/uploads/1566494911.jpg) *1) Recentemente vimos o anúncio que a Brazil National Tour se tornará LATAM Magic Series (LMS). O Brazil National Tour foi uma série de torneios pelo Brazil que além da premiação na hora, classificava os jogadores para um torneio maior com premiação em dinheiro e que podia levá-los para o Campeonato Mítico de Richmond! A LMS será algo similar só que com proporções maiores por toda América Latina?* Exatamento. O BNT veio para cobrir temporariamente o vácuo que ficou dos PPTQs para as lojas e principalmente para os jogadores que já não tinham nenhum torneio competitivo para jogar nas lojas. Apesar de ser um programa piloto, ele deu resultado e a WotC gostou então chegamos a um acordo para expandir ele para toda América Latina e claro com premiação melhor e não apenas uma vaga para o PT, agora são 8. E possivelmente mais no futuro. *2) A América Latina é composta por diversas culturas e povos. Temos línguas como Espanhol, português, francês e até Guarani. Como será feita a comunicação do Torneio e como estão preparados para lidar com essas diferenças? * O jogador latino em geral já está um pouco acostumado a isso, visto que nos últimos 5 anos tivemos pelo menos dois GPs por ano na região. Para os que nunca jogaram com um estrangeiro, vai ser uma ótima experiência de evoluir seu jogo. No final todos se entendem com expressões e movimentos comuns. E claro, teremos um corpo de juízes no evento muito experiente para solucionar qualquer dúvida. *3) Ainda sobre o assunto LATAM, você acredita que a representatividade de membros fora do círculo EUA-Europa tem aumentado dentro do Magic profissional? Comparando com sua época de pro player, por exemplo.* Certamente cresceu. Quando comecei não tinha basicamente nada. O Jaba foi campeão mundial em 2002 mas quando entrei no circuito em 2006 ele já não estava mais lá. PTQs não davam passagens, GPs eram mais raros, etc. Hoje em dia temos 4 jogadores da região na MPL o que é um feito absurdo considerando todas nossas dificuldades. Acho que está melhorando, mas está longe do ideal e MUITO longe do que merecemos. *4) Além da LMS em si, quais outras ações de apoio você gostaria de ver para pessoas de fora dos EUA-Europa?* Gostaria de mais eventos "premium" aqui, tanto para tabletop quanto digitais. Nossa região é apaixonada por esports, só fica atrás de China, Korea e EUA. Estamos muito a frente da Europa em termos de torcida, jogadores, resultados, etc. Uma hora a WotC vai perceber isso e começar a fazer algo aqui e tenho certeza que patrocínios vão aparecer. Como Magic é um jogo de propriedade de uma empresa, é difícil criar algo do zero sem apoio algum. Eles estão apoiando a LMS, acreditam que pode ser algo grande. É pouco ainda, mas é um começo. *5) Aqui no Brasil temos os custos para contratação de juiz, pessoas, mídia, impostos e muito mais. Vocês estão também fazendo torneios em outros países. O que é diferente? Ou não há diferenças?* Neste primeiro momento as próprias lojas WPN vão realizar seus torneios locais e reportarem os resultados para nós. No futuro pretendemos ter finais em outros países e começar coisas maiores na região ao estilo SCG Tour. *6) O custo de translado em uma série de torneios continental como essa será muito alto e um jogador que pensa em jogar mais de uma etapa passará por muitas dificuldades. Que dicas vocês têm para dar a eles?* Há muito pouco o que fazer. O continente é imenso e infelizmente o deslocamento é caro. Estamos orientando as lojas a repassarem grande parte da premiação aos jogadores classificados para a final como ajuda de custo. Temos incentivos para regiões do Brasil mais distantes e também para países do norte do continente. Como começamos sem patrocínio, temos que ser criativos e contar com o apoio de todos. Com o circuito crescendo, acredito que isso será apenas um detalhe no futuro. *7) A Wizards of the Coast denominou a LATAM Magic Series como Premier Series; elevando ao mesmo patamar da Star City Games. Imagino a sensação de ter seu trabalho reconhecido! Como está sendo essa experiência e a carga de trabalho agora que carregam esse peso todo?* Foi um reconhecimento muito legal que não esperávamos. Já organizamos todo tipo de torneio no Brasil (desde regulares até PTQs e GPs). O BNT foi um bom piloto onde reconhecemos falhas em alguns processos que já melhoramos agora. Certamente será um desafio unir toda comunidade da região, organizar torneios em 150 lojas em apenas dois meses e basicamente criar um mega evento do nada para já acontecer em dezembro. Claro que há uma pressão, mas estamos prontos para entregar o melhor possível para que esta seja apenas uma primeira temporada de muitas. [image](https://cardsrealm.com/images/uploads/1566494894.jpg) *8) A Bazar de Bagdá conseguir fazer torneios que dão direito a vagas de Campeonato Mítico ou ao Players Tour para jogadores brasileiros é algo muito grande! Parabéns por conseguir esse feito! Algo similar já ocorre nos Estados Unidos, a loja Channel Fireball é dona da CFB eventos, empresa que administra diversos torneios pelo mundo (O MagicFest São Paulo foi administrado por ela). Vocês têm pretensões de outros torneios ou até de administrar um MagicFest aqui no Brasil?* Antes da CFB assumir os GPs no ano todo, nós organizamos os últimos 3 GPs no Brasil. Magic Fests agora estão sob controle da CFB, então é algo que não tomaremos a dianteira, mas temos muita vontade de fazer funcionar um circuito independente no Brasil. Vários já aconteceram por aqui - sendo CLM o mais popular e longevo - mas nunca conseguiram uma conexão direta com os eventos premium da wotc. Com as premier series, essa avenida se abriu e a LMS é apenas um primeiro passo de algo muito maior que está por vir. Não apenas da Bazar de Bagda, mas de todas as lojas WPN do Brasil e organizadores de torneios em geral. *9) Vimos que você adicionou um guia sobre as mudanças que ocorrerão no competitivo. O caminho para a MPL e a recente criada liga Rivals nos pareceu bem claro. O que você acha dessas mudanças e o impacto delas?* Acho que para o longo prazo é um bom plano. Acredito que ainda vão melhorar muitas coisas e ver como funciona neste primeiro ano. Acho que uma liga (possivelmente regional) abaixo da Rivals acabaria com quase todos os problemas e a tendencia é que em alguns anos seja criada. De toda forma, o mais importante é que este seja o modelo que veio para ficar. Nos últimos anos, TUDO MUDOU umas quatro vezes e isso é péssimo para a imagem do jogo competitivo e na captação de patrocinadores por exemplo. *Muito obrigado Willy, você foi muito esclarecedor!*

Compartilhe:

Profile Main Image

Hiero Santos

Trazendo o Arena para mais Players esse Inverno


Esta é uma tradução direta de artigo escrito pela [link](https://magic.wizards.com/en/articles/archive/news/bringing-mtg-arena-more-players-and-places-winter-2019-08-19)(Wizards of the Coast). Hoje nós estamos animados ao anunciar, na Gamescom, que iremos trazer o MTG Arena para milhões de jogadores em todo o mundo. E tudo começa com Epic. Esse inverno nós estaremos fazendo uma *parceria com a Epic* para trazer o MTG Arena para a *Epic Games Store* no PC, e um pouco depois estaremos introduzindo a versão para Mac. Nós teremos mais informações sobre os dois quando estivermos mais próximos do lançamento. *O que isso significa para os Jogadores já existentes?* Nada mudará para qualquer um atualmente jogando Magic: The Gathering Arena. Quando o MTG Arena for liberado na Epic Games Store ele continuará disponível para download direto a partir do [link](https://magic.wizards.com/en/mtgarena)(MTGArena.com). Players atuais que estão na plataforma da Wizards não precisarão criar uma conta na Epic. *O MTG Arena do PC será exclusivo da Epic Games?* Nós estamos entusiasmados com a parceria com a Epic para expandir o alcance do Magic para novos gamers em todo o mundo. A Epic Games Store será nosso parceiro exclusivo na plataforma PC (você ainda poderá fazer o download direto a partir do MTGArena.com). *Amigos poderão jogar juntos se fizerem download a partir da Epic Games Store ou diretamente através do site do MTG Arena?* Sim, vocês serão capazes de jogar juntos independente de onde fizerem o download. *E as outras plataformas?* O plano sempre foi trazer o MTG Arena para milhões de jogadores no mundo todo. Atualmente nós estamos ajustando o jogo durante seu Open Beta no PC, mas levar o jogo para a Epic Games Store será o primeiro grande passo para conduzir o Magic para novos lugares. *Após nosso lançamento na Epic, nós iremos seguir para lançar para Mac.* Nesse meio tempo, se você não testou o MTG Arena, será uma grande oportunidade para começar. Basta visitar o site [link](https://magic.wizards.com/en/mtgarena)(MTGArena.com) para aprender mais e fazer o download da melhor maneira de jogar o Magic digital. Leia o anúncio completo pela Epic Games [link](https://epicgames.com/store/news/egs-at-gamescom-2019)(aqui).

Compartilhe:

Profile Main Image

Diogo Leal

Filosofia do design do Commander 2019


Este artigo é uma tradução do inglês do artigo oficial da Wizards of the Coast: [link](https://magic.wizards.com/en/articles/archive/feature/commander-2019-edition-design-philosophy-2019-08-09)(Commander 2019 design philosophy). *INTRODUÇÃO* Os produtos Commander de decks fixos são destinados principalmente a dois públicos: jogadores comandantes e jogadores de Magic interessados ​​em participar da diversão. Como os dois grupos são jogadores de Magic, temos bases sólidas para criar uma experiência multiplayer. Nossa responsabilidade é garantir que esses públicos se divirtam, mas há outro público a considerar: jogadores novos no Magic. Os jogadores acabam encontrando seus próprios pontos de entrada. Os produtos de plataforma fixa Commander são uma primeira compra popular para jogadores com amigos que já jogam ou com lojas de jogos que hospedam eventos. Eles têm um deck completo, um início sólido para sua coleção e mostram a variedade que Magic tem para oferecer. Uma comunidade de Commander no seu centro também é menos intimidadora do que os ambientes mais competitivos do Magic, por isso faz sentido para as lojas apontar os novatos para esse formato. *Três elementos são especialmente úteis para conectar esses públicos* *O primeiro é o tema*. Construir cada deck em torno de uma identidade criativa e/ou mecânica é uma estrutura eficaz para a experiência de todos. O deck com a mecânica Popular deste ano é um excelente exemplo. Fazer várias criaturas simbólicas enormes tem um apelo universal, mas há pequenos truques suficientes, como o preenchimento de um token "temporário" criado por uma carta vermelho, para criar uma profundidade que os jogadores experientes possam explorar. *O segundo é o ambiente multiplayer*. Comandante é complicado! Mesmo se nossos decks fixos fossem mais simples, se misturar nos decks de outros jogadores garante uma complexidade imprevisível. Esse é um obstáculo típico a qualquer comunidade do Magic com um novo jogador, mas o Commander tem uma vantagem única. O "contrato social" coloca alguma responsabilidade pela diversão de cada jogador com seus oponentes, por isso é um ótimo lugar para aprender com jogadores mais experientes, mesmo durante os jogos. Quando surgem dúvidas, há sempre alguns jogadores para ajudar a navegar em algo complicado ou explicar uma jogada melhor por vez. *O terceiro é a construção do deck*. A força desses decks fixos variam de ano para ano, porque eles são equilibrados uns contra os outros, mas nós tentamos ter certeza de que eles têm as ferramentas básicas do formato, como globais ou correção de mana, etc. deixe espaço para melhorá-los, pois atualizar seu próprio deck para o seu metagame é uma parte importante do Commander. Da mesma forma, as cartas e interações disponíveis fora da caixa demonstram o que consideramos uma ótima experiência social, especialmente para os recém-chegados. Cada grupo de jogo é diferente, por isso, se a sua mesa não se importa com [card](Brine Elemental), por todos os meios, adicione-o ao deck de morph! *OS NOVOS DECKS* Cada ano visualizamos o formato de forma diferente para oferecer algo que os jogadores ainda não possuem. As novas cartas mais excitantes para o Commander são, claro, novas criaturas lendárias (e o ocasional planeswalker). Um novo comandante carrega a promessa de potencial inexplorado, e a comunidade Comandante tem uma paixão por construir um deck como nenhum outro. Cada equipe de Comandante gasta tempo estudando sites e fóruns para que os vazios se transformem em oportunidades. Aqui estão algumas perguntas que nos fazemos: Quais combinações de cores não têm comandantes? Quais tribos precisam de um comandante? Em quais cores? Quais arquétipos poderiam usar um novo comandante? Quais arquétipos podem existir em uma combinação de cores diferente? Tenho certeza de que você pode ver como algumas respostas a essas perguntas influenciaram diretamente o design de vários produtos e suas lendárias, incluindo o Commander 2019. Tentamos garantir que um novo comandante em cada deck ofereça um desafio único de construção de deck que não corresponda exatamente ao tema principal. Desde um teste no Commander (edição de 2017), também incluímos criaturas lendárias de "bônus" para criar ainda mais potenciais novos de build-arounds. As lendárias on-color precisam funcionar como comandantes, mas uma lenda off-color pode ficar muito louca. As combinações de cores nem sempre seguem as expectativas, e isso é proposital. Este ano temos dois exemplos particularmente claros: flashback de Jeskai e Naya Popualte. A maioria dos jogadores pensava que Grixis e Selesnya pareciam candidatos óbvios para aquelas mecânicas - e esses jogadores estavam certos! Essa é uma das razões pelas quais os comandantes fortes e populares dessas estratégias já existem. Mudar nossos temas para novas cores adiciona novos decks ao formato, novo espaço de design para Magic e novo potencial para cartas existentes. [card](Full Flowering) um token [card](Heart-Piercer Manticore) é exatamente tão incrível quanto parece. [image](https://cardsrealm.com/images/cartas/en/takh-amonkhet-tokens-heart-piercer-manticore-token-6.jpg) [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/e/a/ea2e9f4c-b6b4-4199-93ae-10df75590715.jpg?1565196709) Estamos felizes em fazer novas cartas para Kess, Rhys e Trostani, mas o nosso principal objetivo é adicionar profundidade ao formato, espalhando os comandantes mais distantes em cores. Isso não significa que nunca oferecemos uma "mudança de liderança" para diversificar um tema existente; nós fizemos exatamente isso para Dragões no Commander 2017. *SUPORTE A DECKS EXISTENTES* O ônus da criação de novos decks recai principalmente em nossas lendárias, dando ao conteúdo mais espaço para manobra. Há uma lista interminável de possíveis efeitos para adicionar ou aumentar para o Commander, e descobrir quais deles abordar a cada ano é um desafio em si mesmo. Usamos o feedback de influenciadores, mídias sociais e do Comitê de Regras do Comandante para descobrir o que falta no formato e procurar oportunidades de fornecer suporte. Pegue [card](Sevinne's Reclamation). Esta carta usa o nosso tema mecânico para mostrar Sevinne buscando relíquias, mas também pode até mesmo aumentar a quantidade de mana sob as circunstâncias certas - ela tem muitos ângulos. É um ajuste particularmente grande em decks mono-white, que enfrentam muitos obstáculos para a viabilidade multijogador. Idealmente, todas as combinações de cores parecem viáveis, e tentamos incluir uma carta ou duas em cada produto para reforçar os decks mono-whites, mantendo-se fiéis à color pie branca. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/7/e/7e68f4df-88ce-4e09-a03c-7edf40bff167.jpg?1565003098) Quando determinadas cartas e estratégias são muito populares ou frustrantes, tentamos adicionar mais respostas ao formato. Efeitos como o [card](Cyclonic Rift) e os comandantes com hexproof são dois exemplos clássicos. [card](Mandate of Peace) e [card](Leadership Vacuum), respectivamente, são ambos adequados para lidar com esses problemas e muito mais. Você está obtendo duas soluções pelo preço de uma com o Leadership Vacuum, como também é uma maneira eficiente de atrapalhar os outros jogadores. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/4/f/4fa953a9-171c-4532-a352-40ce27eed3c4.jpg?1565003203) Projetar cartas para impactar o Commander sem torná-lo muito forte pode ser complicado, e o excelente trabalho de design inevitavelmente arrisca um erro de cálculo em uma linha do tempo longa o suficiente. Parafraseando Erik Lauer: "Se você nunca criar uma carta que possa ser banida, você está sendo muito cauteloso". É aí que os especialistas em equilíbrio de jogos da nossa equipe do Play Design são uma grande ajuda. Para o Commander 2019, Michael Majors foi instrumental e surpreendentemente tolerante com minhas hipóteses incessantes, mas toda a equipe da Play Design contribuiu com suas capacidades. O comandante 2019 deve tornar alguns baralhos mais fortes, mas não com as mesmas cartas e nem todos os baralhos. O formato já tem muitos pseudo-staples, então não há necessidade de empurrar cartas que pareçam fortes em todos os baralhos. *SURPRESA E PRAZER* Os decks pré-construídos Commander representam um espaço único para o Magic experimentar coisas que podem não funcionar para os produtos Standard. Muitos dos objetivos devem parecer familiares se você já jogou decks anteriores do Commander: Personagens da história populares e/ou falecidos Efeitos específicos do comandante Novas cartas para mecânicas antigas Nós extraímos este último um pouco mais do que o normal este ano. Procurando por personagens clássicos para revisitar é sempre emocionante para mim como um fã de lore. Eu estou particularmente emocionado com os retornos do Commander 2019, já que muitos são partes amadas da minha própria história do Magic. Tempest foi meu primeiro booster não-Portal, e desde então tenho sido um fã obstinado da Saga Weatherlight. Fiquei entusiasmado quando a nossa equipa de criação concordou em dar vida ao K'rrik. E, claro, como poderíamos construir um baralho de loucura sem o próprio Chainer? [image](https://media.wizards.com/2019/c19/en_AAitCjtzBv.png) [image](https://media.wizards.com/2019/c19/en_DT8OAByusA.png) Sempre gostei de colaborar com os redatores conceituais e diretores de arte da Wizards, e o Commander 2019 não foi exceção. Emily Teng e Taylor Ingvarsson merecem muitos elogios por seu trabalho, dando vida à arte e aos personagens deste cenário. Nós temos algo por vilões? Talvez. Cada equipe de design se esforça para encontrar cartas novas que caiam nessas categorias. Afinal, onde mais você pode inverter a ordem do turno? Você sempre tem que manter a mente aberta para encontrar as melhores coisas. Na busca pela novidade, o dever de casa do Chefão de preenchimento de buracos e do design tem uma tendência a desenvolver cartas excitantes em todo o espectro. Nós não podemos usar todos os designs, mas o excesso significa que acabamos com vários designs incríveis para usar em outros sets. Mesmo reimpressões podem criar novos momentos de descoberta. Minha parte favorita de construir esses produtos é sempre encontrar sinergias de duas cartas que os jogadores encontram ao jogar mais jogos com cada baralho. Um favorito neste conjunto é [card](Ral Zarek) desvinculando o [card](Empowered Autogenerator) para carregá-lo ainda mais rápido - mas eu não gostaria de estragar mais nada para você antes do lançamento.

Compartilhe: