Profile Main Image

Diogo Leal

Filosofia do design do Commander 2019

Este artigo é uma tradução do inglês do artigo oficial da Wizards of the Coast: Commander 2019 design philosophy

Este artigo é uma tradução do inglês do artigo oficial da Wizards of the Coast: [link](https://magic.wizards.com/en/articles/archive/feature/commander-2019-edition-design-philosophy-2019-08-09)(Commander 2019 design philosophy). *INTRODUÇÃO* Os produtos Commander de decks fixos são destinados principalmente a dois públicos: jogadores comandantes e jogadores de Magic interessados ​​em participar da diversão. Como os dois grupos são jogadores de Magic, temos bases sólidas para criar uma experiência multiplayer. Nossa responsabilidade é garantir que esses públicos se divirtam, mas há outro público a considerar: jogadores novos no Magic. Os jogadores acabam encontrando seus próprios pontos de entrada. Os produtos de plataforma fixa Commander são uma primeira compra popular para jogadores com amigos que já jogam ou com lojas de jogos que hospedam eventos. Eles têm um deck completo, um início sólido para sua coleção e mostram a variedade que Magic tem para oferecer. Uma comunidade de Commander no seu centro também é menos intimidadora do que os ambientes mais competitivos do Magic, por isso faz sentido para as lojas apontar os novatos para esse formato. *Três elementos são especialmente úteis para conectar esses públicos* *O primeiro é o tema*. Construir cada deck em torno de uma identidade criativa e/ou mecânica é uma estrutura eficaz para a experiência de todos. O deck com a mecânica Popular deste ano é um excelente exemplo. Fazer várias criaturas simbólicas enormes tem um apelo universal, mas há pequenos truques suficientes, como o preenchimento de um token "temporário" criado por uma carta vermelho, para criar uma profundidade que os jogadores experientes possam explorar. *O segundo é o ambiente multiplayer*. Comandante é complicado! Mesmo se nossos decks fixos fossem mais simples, se misturar nos decks de outros jogadores garante uma complexidade imprevisível. Esse é um obstáculo típico a qualquer comunidade do Magic com um novo jogador, mas o Commander tem uma vantagem única. O "contrato social" coloca alguma responsabilidade pela diversão de cada jogador com seus oponentes, por isso é um ótimo lugar para aprender com jogadores mais experientes, mesmo durante os jogos. Quando surgem dúvidas, há sempre alguns jogadores para ajudar a navegar em algo complicado ou explicar uma jogada melhor por vez. *O terceiro é a construção do deck*. A força desses decks fixos variam de ano para ano, porque eles são equilibrados uns contra os outros, mas nós tentamos ter certeza de que eles têm as ferramentas básicas do formato, como globais ou correção de mana, etc. deixe espaço para melhorá-los, pois atualizar seu próprio deck para o seu metagame é uma parte importante do Commander. Da mesma forma, as cartas e interações disponíveis fora da caixa demonstram o que consideramos uma ótima experiência social, especialmente para os recém-chegados. Cada grupo de jogo é diferente, por isso, se a sua mesa não se importa com [card](Brine Elemental), por todos os meios, adicione-o ao deck de morph! *OS NOVOS DECKS* Cada ano visualizamos o formato de forma diferente para oferecer algo que os jogadores ainda não possuem. As novas cartas mais excitantes para o Commander são, claro, novas criaturas lendárias (e o ocasional planeswalker). Um novo comandante carrega a promessa de potencial inexplorado, e a comunidade Comandante tem uma paixão por construir um deck como nenhum outro. Cada equipe de Comandante gasta tempo estudando sites e fóruns para que os vazios se transformem em oportunidades. Aqui estão algumas perguntas que nos fazemos: Quais combinações de cores não têm comandantes? Quais tribos precisam de um comandante? Em quais cores? Quais arquétipos poderiam usar um novo comandante? Quais arquétipos podem existir em uma combinação de cores diferente? Tenho certeza de que você pode ver como algumas respostas a essas perguntas influenciaram diretamente o design de vários produtos e suas lendárias, incluindo o Commander 2019. Tentamos garantir que um novo comandante em cada deck ofereça um desafio único de construção de deck que não corresponda exatamente ao tema principal. Desde um teste no Commander (edição de 2017), também incluímos criaturas lendárias de "bônus" para criar ainda mais potenciais novos de build-arounds. As lendárias on-color precisam funcionar como comandantes, mas uma lenda off-color pode ficar muito louca. As combinações de cores nem sempre seguem as expectativas, e isso é proposital. Este ano temos dois exemplos particularmente claros: flashback de Jeskai e Naya Popualte. A maioria dos jogadores pensava que Grixis e Selesnya pareciam candidatos óbvios para aquelas mecânicas - e esses jogadores estavam certos! Essa é uma das razões pelas quais os comandantes fortes e populares dessas estratégias já existem. Mudar nossos temas para novas cores adiciona novos decks ao formato, novo espaço de design para Magic e novo potencial para cartas existentes. [card](Full Flowering) um token [card](Heart-Piercer Manticore) é exatamente tão incrível quanto parece. [image](https://cardsrealm.com/images/cartas/en/takh-amonkhet-tokens-heart-piercer-manticore-token-6.jpg) [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/e/a/ea2e9f4c-b6b4-4199-93ae-10df75590715.jpg?1565196709) Estamos felizes em fazer novas cartas para Kess, Rhys e Trostani, mas o nosso principal objetivo é adicionar profundidade ao formato, espalhando os comandantes mais distantes em cores. Isso não significa que nunca oferecemos uma "mudança de liderança" para diversificar um tema existente; nós fizemos exatamente isso para Dragões no Commander 2017. *SUPORTE A DECKS EXISTENTES* O ônus da criação de novos decks recai principalmente em nossas lendárias, dando ao conteúdo mais espaço para manobra. Há uma lista interminável de possíveis efeitos para adicionar ou aumentar para o Commander, e descobrir quais deles abordar a cada ano é um desafio em si mesmo. Usamos o feedback de influenciadores, mídias sociais e do Comitê de Regras do Comandante para descobrir o que falta no formato e procurar oportunidades de fornecer suporte. Pegue [card](Sevinne's Reclamation). Esta carta usa o nosso tema mecânico para mostrar Sevinne buscando relíquias, mas também pode até mesmo aumentar a quantidade de mana sob as circunstâncias certas - ela tem muitos ângulos. É um ajuste particularmente grande em decks mono-white, que enfrentam muitos obstáculos para a viabilidade multijogador. Idealmente, todas as combinações de cores parecem viáveis, e tentamos incluir uma carta ou duas em cada produto para reforçar os decks mono-whites, mantendo-se fiéis à color pie branca. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/7/e/7e68f4df-88ce-4e09-a03c-7edf40bff167.jpg?1565003098) Quando determinadas cartas e estratégias são muito populares ou frustrantes, tentamos adicionar mais respostas ao formato. Efeitos como o [card](Cyclonic Rift) e os comandantes com hexproof são dois exemplos clássicos. [card](Mandate of Peace) e [card](Leadership Vacuum), respectivamente, são ambos adequados para lidar com esses problemas e muito mais. Você está obtendo duas soluções pelo preço de uma com o Leadership Vacuum, como também é uma maneira eficiente de atrapalhar os outros jogadores. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/4/f/4fa953a9-171c-4532-a352-40ce27eed3c4.jpg?1565003203) Projetar cartas para impactar o Commander sem torná-lo muito forte pode ser complicado, e o excelente trabalho de design inevitavelmente arrisca um erro de cálculo em uma linha do tempo longa o suficiente. Parafraseando Erik Lauer: "Se você nunca criar uma carta que possa ser banida, você está sendo muito cauteloso". É aí que os especialistas em equilíbrio de jogos da nossa equipe do Play Design são uma grande ajuda. Para o Commander 2019, Michael Majors foi instrumental e surpreendentemente tolerante com minhas hipóteses incessantes, mas toda a equipe da Play Design contribuiu com suas capacidades. O comandante 2019 deve tornar alguns baralhos mais fortes, mas não com as mesmas cartas e nem todos os baralhos. O formato já tem muitos pseudo-staples, então não há necessidade de empurrar cartas que pareçam fortes em todos os baralhos. *SURPRESA E PRAZER* Os decks pré-construídos Commander representam um espaço único para o Magic experimentar coisas que podem não funcionar para os produtos Standard. Muitos dos objetivos devem parecer familiares se você já jogou decks anteriores do Commander: Personagens da história populares e/ou falecidos Efeitos específicos do comandante Novas cartas para mecânicas antigas Nós extraímos este último um pouco mais do que o normal este ano. Procurando por personagens clássicos para revisitar é sempre emocionante para mim como um fã de lore. Eu estou particularmente emocionado com os retornos do Commander 2019, já que muitos são partes amadas da minha própria história do Magic. Tempest foi meu primeiro booster não-Portal, e desde então tenho sido um fã obstinado da Saga Weatherlight. Fiquei entusiasmado quando a nossa equipa de criação concordou em dar vida ao K'rrik. E, claro, como poderíamos construir um baralho de loucura sem o próprio Chainer? [image](https://media.wizards.com/2019/c19/en_AAitCjtzBv.png) [image](https://media.wizards.com/2019/c19/en_DT8OAByusA.png) Sempre gostei de colaborar com os redatores conceituais e diretores de arte da Wizards, e o Commander 2019 não foi exceção. Emily Teng e Taylor Ingvarsson merecem muitos elogios por seu trabalho, dando vida à arte e aos personagens deste cenário. Nós temos algo por vilões? Talvez. Cada equipe de design se esforça para encontrar cartas novas que caiam nessas categorias. Afinal, onde mais você pode inverter a ordem do turno? Você sempre tem que manter a mente aberta para encontrar as melhores coisas. Na busca pela novidade, o dever de casa do Chefão de preenchimento de buracos e do design tem uma tendência a desenvolver cartas excitantes em todo o espectro. Nós não podemos usar todos os designs, mas o excesso significa que acabamos com vários designs incríveis para usar em outros sets. Mesmo reimpressões podem criar novos momentos de descoberta. Minha parte favorita de construir esses produtos é sempre encontrar sinergias de duas cartas que os jogadores encontram ao jogar mais jogos com cada baralho. Um favorito neste conjunto é [card](Ral Zarek) desvinculando o [card](Empowered Autogenerator) para carregá-lo ainda mais rápido - mas eu não gostaria de estragar mais nada para você antes do lançamento.

Compartilhe:

User profile image
Profile Main Image

Vinicius Sorin

Commander 2019 Primer: Reforçando o deck de Loucura


Salve, salve comandeiros! Vinicius Sorin aqui trazendo mais um episódio da nossa maratona reforçando os decks de *Commander 2019 edition*. Pra você que caiu aqui de paraquedas e não acompanhou nenhum dos outros episódios, saiba que este aqui faz parte de uma série de vídeos + artigos onde iremos abordar a melhor maneira de melhorar cada um dos precons. São no total 8 videos lançados ao longo da semana, sendo 2 para cada deck – um com dicas de upgrades com cards mais baratos que não excedam o valor de R$10,00 para aqueles que querem começar sem gastar tanto; e outro sem restrições de orçamento. Enquanto nos vídeos eu explicarei a função de cada upgrade bem como as razões pelas quais aquele card foi adicionado ao deck, aqui nos artigos irei me concentrar em falar sobre o que deve sair – ou o que tirar para por no lugar de quê. Vale lembrar que este conteúdo é focado apenas em falar sobre as substituições dos cards. Se você procura entender melhor os decks e conhecer suas estratégias e jogadas, aconselho assistir os [link](https://www.youtube.com/watch?v=m8Xus8lmBhc&list=PLCsJfF1fDXgUNj4lkPUDWxhJcczBoYGM7)(vídeos de análise) que fiz no meu canal no YouTube. Hoje vamos falar sobre um dos decks mais procurados dentre todos da coleção. Estou falando do Fúria Impiedosa – o Rakdos de Loucura comandando por [card](Anje Falkenrath). [image](https://cardsrealm.com/images/uploads/1566059703.jpg) *Tirando o que não presta* Os precons de Commander sempre vêm com uma série de cards obsoletos, ruins ou pouco sinérgicos para a proposta do deck, e com este foi diferente. Muitas vezes também somos ludibriados por cards aparentemente ou de fato bons, mas que não agregam valor à estratégia e caímos na armadilha de mantê-los na nossa lista final. Então, antes de mais nada vamos separar o que é dispensável do que iremos realmente aproveitar. *Terrenos:* O pacote de terrenos do deck Madness é o que possui os piores terrenos para geração de mana (praticamente todos tapped), porém é o melhor em questão de funcionalidade, já contando com os principais terrenos utilitários que o deck precisaria. Vamos apenas limpar o deck do excesso de tapped lands e abrir espaço para os reforços. Fúria Impiedosa, assim como os demais decks, também conta com uma quantidade excessiva de terrenos – um total de 40 – , e é interessante reduzir este número para pelo menos 36 a fim de enxugar o deck e evitar flood de mana. Os terrenos que saem são: [card](Akoum Refuge) [card](Bloodfell Caves) [card](Cinder Barrens) [card](Evolving Wilds) [card](Rakdos Carnarium) [card](Rakdos Guildgate) [card](Terramorphic Expanse) 2 Pântano 5 Montanha *Ramps:* Fúria Impiedosa conta com um pacote de aceleração de mana razoavel já de fábrica, contando com 7 cards para cumprir esta função. Destes, 3 não atendem bem nossas necessidades aqui e vão sair: [card](Scaretiller) [card](K’rrik, Son of Yawgmoth) [card](Rakdos Locket) Possivelmente você deve estar se remoendo pelo fato de [card](K’rrik, Son of Yawgmoth) estar saindo, mas vou me manter esperançoso pela possibilidade de alguém pensar da mesma forma que eu. Sim ele é uma bomba e tanto, mas analise melhor. Sete manas pra termos um 2/2 na mesa não é razoável. “Ah Sorin, mas não são 7 manas, são 4 por causa do mana phyrexiano!” – Tá, mas... 4 manas e 6 de vida pra ter um 2/2 na nessa continua não sendo um bom negócio. “Sorin, mas ele fica grande e tem lifelink, o que faz recuperar a vida que você perdeu!” – Okay, mas quanto tempo vai demorar pra você fazer isso. Ele precisa causar dano e você ainda precisa jogar pelo menos 2 ou 3 spells depois dele pra que seu corpo comece a valer esse investimento, sendo que nosso deck NEM É SÓ PRETO. “Mas Sorin, com ele você acelera muito seu jogo e consegue conjurar várias magicas de graça... dá até pra stormar!” – Beleza, só que não é de graça. Tu tem que pagar vida... e não é pouco. E como eu disse, o deck não é só preto. Se for só pra pensar nele como um acelerador, os custos são muito altos pra que valha a pena...um Sinete Rakdos vai te ajudar muito mais por muito menos. Em resumo, o card é pesado e condicional demais. Ainda é um card muito bom, mas não seja bem aproveitado aqui e seria um desperdício. . *Compras:* Sete cards integram o pacote de compras e card advantage deste precon. Eu abriria mão de 2 deles: [card](Ob Nixilis Reaceso) – vai ter um PW melhor e mais sinérgico para este deck. [card](Hedonist's Trove) – Pesado e lento demais para valer a pena. *Remoções e interações:* Aqui nós temos os efeitos de destruição, dano, sacrifício e demais coisas feitas para lidar com as ameaças dos oponentes. Este é o pacote mais robusto do deck, contando com um total de 15 cards já vindo na lista original. Em sua maioria são cards com loucura, que no geral são ruins, mas acabam se tornando excelentes respostas caso você possua os meios pertinentes para descarta-los da sua mão quando precisar. Porém, algumas coisas foram deixadas de lado, então precisamos achar espaço para o que for entrar. Dois cards irão sair: [card](Surto da Tempestade Bélica) [card](The Eldest Reborn) *Outros:* Aqui temos aquelas cartas que estão no deck por qualquer outro motivo que faça ou não sentido. Reparem que os *Reanimates* são um sub-tema deste precon, muito por conta dos 2 comandantes alternativos [card]( Chainer, Nightmare Adept) e [card](Greven, Predator Captain). Tomei a coragem de retirar uma boa quantidade de cards que ão suporte a esta estratégia para focar nas interações com descarte e Madness. [card](Fé dos Devotos) – O clássico “card legal, mas tem coisa melhor”. [card](Champion of Stray Souls) – Um conjunto de habilidades muito interessantes mas com custos muito pesados. [card](Overseer of the Damned) – Uma bomba e tanto, mas não necessariamente tem algo a ver com nosso deck. [card](Boneyard Parley) – Mesma coisa que o Champion – legal, porem pesado. Dá até pra fazer um esforço e manter esse card no deck como um super reanimate, mas o fato de não ter exatamente controle sobre tudo que você vai reanimar me faz torcer o nariz pra esse card. Sem contar que prefiro reanimates mais baratos ou mais recorrentes. [card](Grimoire of the Dead) – Este é um card que teria tudo pra dar certo se sua única função não fosse apenas fazer você descartar cards. Sim, esta é a única utilidade de Grimoire of the Dead! Você não acha mesmo que qualquer oponente vai esperar você colocar os 3 marcadores pra fazer um [card](Rise of the Dark Realms) né?!. [card](Flayer of the Hatebound) – Este card esta no precon por causa do [card]( Chainer, Nightmare Adept) e do [card](Greven, Predator Captain), não pelo Anje Falkenrath. [card](Beacon of Unrest) – Reanimate bacana, mas genérico demais. Tem melhores pra esse deck. [card](Aeon Engine) – Um card único e fantástico, mas não terá qualquer utilidade pra nossa estratégia. Guarde ele pra quando for montar um deck Chaos da zueira. [card](Hate Mirage) – Legal, mas nada a ver com nosso deck. [card](Bloodthirsty Blade) – Legal, mas nada a ver com nosso deck. [card](Wildfire Devils) - Legal, mas nada a ver com nosso deck. [card](Skyfire Phoenix) - Legal, e tem a ver com nosso deck, mas tem cards melhores. [card](Geth, Lord of the Vault) – Uma bomba e tanto e um ótimo reprint. Mas prefiro dar lugar a algo mais sinérgico. [card](Doomed Necromancer) – Outro ótimo reprint que também dará lugar a algo mais voltado para o tema do nosso deck. *Reforçando o deck sem gastar muito* [youtube](https://www.youtube.com/watch?v=fXepLTxbttk) Neste vídeo fresquinho mostro e explico algumas das várias opções de upgrades que você pode fazer no deck com um investimento menor. Até o momento em que o vídeo foi gravado, nenhum dos cards mencionados superava o valor de 2,5 dólares (aproximadamente R$ 10,00). Muitas inclusive custam centavos. Para que você possa entender o papel de cada card adicionado na estratégia de Anje é importante que você assista. *Base de mana* [card](Graven Cairns) entrou no lugar de [card](Akoum Refuge). [card](Tainted Peak) entrou no lugar de [card](Bloodfell Caves) [card](Canyon Slough) entrou no lugar de [card](Cinder Barrens) [card]( Sulfurous Springs) entrou no lugar de [card](Rakdos Carnarium) [card](Smoldering Marsh) entrou no lugar de [card](Rakdos Guildgate) [card](Dragonskull Summit) entrou no lugar de [card](Portão da Guilda Golgari) [card](Foreboding Ruins) entrou no lugar de [card](Vastidão Morfoterrena) [card](Shadowblood Ridge) entrou no lugar de [card](Terras em Desenvolvimento) [card](Sea Gate Wreckage) entrou no lugar de 1 Montanha [card](Keldon Megaliths) entrou no lugar de 1 Montanha [card](Rakdos Signet) entrou no lugar de 1 Montanha [card](Talisman of Indulgence) entrou no lugar de [card](Rakdos Locket) [card](Commander's Sphere) entrou no lugar de [card](Scaretiller) E já que os terrenos deram lugar aos aceleradores, vamos aproveitar os slots deixados pelos ramps com cartas de draw. *Compras* [card](Azra Oddsmaker) entrou no lugar de 1 Montanha [card](Faithless Looting) entrou no lugar de 1 Montanha [card](Gamble) entrou no lugar de 1 Pântano [card](Dark Deal) entrou no lugar de 1 Pântano [card](Syphon Mind) entrou no lugar de [card](Armillary Sphere). *Remoções* [card](Rakdos Charm) entrou no lugar de [card](Hedonist's Trove) [card](Ichor Slick) entrou no lugar de [card](Overseer of the Damned) [card](Biting Rain) entrou no lugar de [card](The Eldest Reborn) *Outros reforços* O restante dos upgrades foram colocados sem nenhuma realocação de slots por função, apenas preenchendo o espaço deixado por algum outro card qualquer que saiu: [card](Glint-Horn Buccaneer) entrou no lugar de [card](Fé dos Devotos). [card](Olivia, Mobilized for War) entrou no lugar de [card](Champion of Stray Souls). [card](Anger) entrou no lugar de [card](Aeon Engine). [card](Neheb, Dreadhorde Champion) entrou no lugar de [card](Hate Mirage). [card](Sangromancer) entrou no lugar de [card](Bloodthirsty Blade). [card](Archfiend of Ifnir) entrou no lugar de [card](Wildfire Devils). [card](Muck Drubb) entrou no lugar de [card](Skyfire Phoenix). [card](Skyshroud Vampire) entrou no lugar de [card](Geth, Lord of the Vault). [card](Sire of Insanity) entrou no lugar de [card](Flayer of the Hatebound). [card](Daretti, Scrap Savant) entrou no lugar de [card](Beacon of Unrest). [card](Chandra Ablaze) entrou no lugar de [card](Ob Nixilis Reaceso). [card](Shadow of the Grave) entrou no lugar de [card](Boneyard Parley). [card](Tortured Existence) entrou no lugar de [card](Doomed Necromancer). [card](Phyrexian Reclamation) entrou no lugar de [card](Surto da Tempestade Bélica). [card](Entreposto) entrou no lugar de [card](Grimoire of the Dead) [deck](14404) *Investimento maior* Ainda há muito o que se falar sobre upgrades no deck de loucura, já que diversos cards que estão acima desta faixa de preço de 10 mangos jogam muito nele. Na próxima semana soltarei o vídeo com os reforços sem limite de orçamento e assim que o fizer atualizarei este artigo com as informações pertinentes a ele, para que você esteja inteirado sobre todas as possibilidade de melhorar seu commander de Anje! Até mais! [deck](13063)

Compartilhe:

Profile Main Image

Vinicius Sorin

Professor de artes marciais e produtor de conteúdo sobre Magic. Jogador apaixonado pelo formato Commander, apresentador do canal do youtube Cozinha Offline.

Social: YoutubeInstagramTwitter