Profile Main Image

Thiago Fogaça

Commander otimizado com gasto reduzido: Narset, Mestre Iluminada

A ideia de nossos textos será trabalhar algo entre dois extremos, tendo em vista que muitos jogadores não podem comprar cartas que chegam ao valor de um salário (quem dirá montar um baralho inteiro baseado nelas), assim, permitindo uma construção eficiente com cartas de valores acessíveis.

Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui pela primeira vez para conversar um pouco sobre um formato tão amado: o Commander. Navegando pela web, encontramos várias visões sobre o formato dos generais, porém, elas acabam por se polarizar em dois lados – um totalmente casual, praticado nas mesas de cozinha, e outro, o cEDH, otimizado e competitivo, com todas as cartas que temos direito; pensando nisso, a ideia de nossos textos será trabalhar algo entre esses dois extremos, tendo em vista que muitos jogadores não podem comprar cartas que chegam ao valor de um salário (quem dirá montar um baralho inteiro baseado nelas), assim, permitindo uma construção eficiente com cartas de valores acessíveis. Todas as cartas que usaremos terão um valor máximo de R$ 500,00, sendo que, todas as que tiverem um valor superior à R$ 150,00 poderão ser substituídas, a partir do momento que não influenciam diretamente na estratégia do jogo. Para iniciar nossa série, comentaremos sobre uma comandante old school do formato, que, por muito tempo, foi o terror dos mesões – *Narset, Mestra Iluminada*. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/en/pktk/190s.jpg?1517813031) *CONCEPÇÕES INICIAIS* Iniciando com as habilidades de Narset, seu efeito desencadeado durante o ataque permite que joguemos as quatro cartas do topo de nosso deck (caso não sejam criaturas ou terrenos), podendo, assim, usar mágicas de alto custo sem que mana seja gasta no processo; as habilidades estáticas de resistência à magia e iniciativa tornam a Mestra Ilumida uma permanente difícil de ser tirada da mesa, de modo a reduzir as opções de nossos oponentes. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/en/roe/3.jpg?1530591921) Para começar nossa construção, devemos desmistificar alguns conceitos sobre o arquétipo do nosso jogo. Muitos vêem uma grande oportunidade para um Voltron, uma vez que Narset, ao atacar, permitirá que sejam conjuradas diversas Auras e Equipamentos, sendo este fator somado à possibilidade que algumas cartas dão para a utilização destes em instant speed; é comum, também, pensar na possibilidade de criar exércitos de fichas, assim, usufruindo de cartas inviáveis em decks comuns, graças ao seu custo de mana. Considerando esses fatores, peço que busquem ver algo além, algo mais consistente e efetivo; não estou dizendo que não é divertido jogar com um general reforçado ou com um exército gigante, mas, há modos mais eficientes de jogo, que não necessariamente exigem um gasto absurdamente maior no que diz respeito à dinheiro. *CONSTRUÇÃO DO DECK* [image](https://cardsrealm.com/images/uploads/1558805222.jpg) Com nossas dúvidas esclarecidas, vamos aos conceitos. A condição central de vitória será Aproximação do Segundo Sol – recentemente lançada em Amonkhet –, e, para isso, Adentrar o Infinito terá uma função primordial. Nossa ideia é usar a habilidade de Narset para conjurar a mágica de doze manas, permitindo que todas as cartas de nosso grimório sejam colocadas em nossa mão; a partir daí, Onisciência será colocada no topo de nosso baralho, para, com o auxílio de Fúria da Horda, atacarmos novamente e conjurarmos o encantamento. Sem custo de mana, todos os recursos de nossa mão poderão ser usados, dando brecha para jogarmos Segundo Sol, além de usarmos um efeito qualquer de compra para resgatá-lo do topo do deck (o qual, lembremos, não terá cartas), para, então, efetuar o segundo cast e vencermos o jogo. Prestem atenção na condição de que, na segunda vez que jogarmos Approach, isto deverá ser feito de nossa mão. Turnos extras e efeitos de fases de combate adicionais entram aqui, de modo a nos auxiliar na tarefa de cavar o topo e encontrar Adentrar o Infinito, assim como Tutor Místico, Planos à Longo Prazo e outros que, tradicionalmente, seriam considerados de menos-valia por apenas garantir recursos para um próximo turno. Sabendo como iremos ganhar, temos a noção de que precisamos de velocidade, tanto para conjurar nossa comandante, quanto para atacar com ela. A partir do momento que os oponentes tiverem ciência sobre seu potencial, ela será perseguida na mesa, muitas vezes, não sobrevivendo até a volta para seu turno ou mesmo sendo anulada. A solução aqui será usarmos pedras de mana de geração positiva (que geram mais mana do que seu custo) para acelerar a entrada de [card](Elightened Master) na mesa, não dando tempo para respostas, assim como equipamentos como Grevas Faiscantes e terrenos como Salão do Senhor Bandido, ambos com função de garantir ímpeto para nossa menina. Peças diversas de stax também nos auxiliam, mas com o cuidado de não travarmos nosso próprio jogo – [card](Perímetro Defensivo) e [card](Teferi, Manipulador do Tempo), cumprem bem esta função. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/5/c/5cb76266-ae50-4bbc-8f96-d98f309b02d3.jpg?1557577295) Com nosso “Plano A” estabelecido, também devemos ter uma estratégia secundária, afinal, no Commander, muita coisa pode acontecer. Com essa idéia, usaremos [card](Jace, Manipulador de Mistérios) como uma forma de substituir Segundo Sol, além de aproveitarmos [card](Guia dos Amanhãs) e [card](Nexus do Destino), os quais poderão gerar um loop de turnos infinitos; para substituir Onisciência, podemos usar a dupla Motor do Paradoxo e Ressonador Estriônico – ambos são excelentes individualmente, mas, combinados, proporcionam um combo de mana infinita que nos dará a possibilidade de conjurar qualquer uma de nossas mágicas. Lembrem-se de jogar o máximo possível de pedras de mana para, então, jogar o Motor, sendo este seguido por uma Mox ou artefato de custo nulo, desencadeando a habilidade de Paradoxo e iniciando a cascata que permitirá jogarmos o Ressonador. Para finalizar, anulações de custo baixo garantem segurança contra possíveis frustrações propiciadas pelos oponentes, também podendo servir como remoções, que, por sua vez, também serão usadas para eliminar ameaças que possivelmente surgirão na mesa. Nossa base de mana é construída para dar a mesma velocidade requisitada pelos artefatos, além de permitir acesso à manas das três cores da identidade de nossa monge. [deck](5969) Com a lista em mãos, notamos a presença de cartas como [card](Totem Amaldiçoado) e [card](Narset, Rasgadora de Véus), as quais impedem estratégias frequentes no formato de desenvolverem seu plano de jogo. *SUBSTITUIÇÃO DE CARTAS DE ALTO VALOR* Se fizermos uma pequena observação, vemos cartas de valores altos, entretanto, temos uma lista de substituições que incluem opções mais viáveis monetariamente, estando de acordo com o princípio estabelecido no início deste texto. Iniciando com os terrenos, qualquer outro que entre em pé e gere mana das cores necessárias poderá ser usado, mesmo que não agregue o mesmo valor. Para os tutores, Personal Tutor poderá ser substituído por Transação Aleatória, passando, assim, a ter a mesma função de Pergaminho dos Mercadores (obter os outros tutores). Os turnos extras usados podem tanto ser substituídos pelas fases de combate extra, quanto por cartas como [card](Augúrio de Aminatou). Falando sobre as pedras de mana, [card](Monolito Sinistro), [card](Mana Crypt) e as Mox podem ser trocadas por pedras como [card](Mox de Âmbar), [card](Pétala de Lótus), [card](Basalt Monolith), [card](Talismã do Progresso), [card](Thought Vessel), [card](Dínamo Thran), [card](Lótus Engalanada), [card](Esfera do Comandante), [card](Lanterna Cromática) ou até os ciclos de Sinetes e Medalhões. No quesito draw, [card](Prateleira de Pergaminhos) e [card](Tampo de Adivinhação do Sensei) manipulam o topo do deck e podem alterar quais cartas Narset exilará, porém, podem ser substituídas por outras cartas de compra – como [card](Rêmora Mística), por exemplo –, assim como [card](Dack Fayden). Para fechar nossas substituições, [card](Força de Vontade), [card](Flusterstorm) e [card](Mana Drain) dão a possibilidade para cartas como [card](Perfurar Mágica) ou [card](Delir), dando, deste modo, prioridade para counters de CMC baixo. Fiquem atentos para o fato ocasionado pela habilidade de nossa Mestra, onde criaturas perdem eficiência em nossa construção. *CONCLUSÃO* Tendo posse de todas essas informações, concluímos que Narset, Mestra Iluminada tem alto potencial, mesmo não estando nos tier 1 do formato. Para concluir, reafirmamos o quesito de buscar a eficiência, mesmo que não haja nenhum gasto fora do imaginável. O cEDH é um formato onde as Old Dual e staples de alto padrão são presentes, mas isso não quer dizer que um deck será fraco caso não as use, apenas temos de pensar como contornar essas ausências. Por hoje ficamos por aqui. Espero o feedback de vocês sobre essa idéia de um Commander otimizado com um gasto menos exorbitante, além de saber o que acharam de nossa lista e conceitos. Até a próxima, meus queridos!

Compartilhe:

Profile Main Image

Thiago Fogaça

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social: Youtube

Profile Main Image

Canal Sapeando

Sapeando o Planeswalker Weekend


Neste final de semana, mais precisamente do dia 25/05 ao 26/05, ocorrerá o primeiro Planweswalker Weekend! Mas o que diabos isso significa? Trata-se de mais uma variação do Magic Game Day com uma inovação bastante interessante na regra, principalmente levando em conta a edição War of the Spark! [link](https://wpn.wizards.com/pt-br/event/fim-de-semana-de-planeswalker-guerra-da-centelha)(Pode ver detalhes deste evento aqui) Durante o evento, os Walkers poderão ser conjurados com qualquer cor de mana (Rainbow Walker). Isso mesmo, você pode jogar Nicol Bolas o Deus Dragão com cinco planícies! *Mas no que essa variação da regra muda para o Draft de War of the Spark?* Muda tudo amiguinhos. Como primeira mudança é possível destacar o fato de você conseguir utilizar qualquer Walker que abrir no seu último booster sem se preocupar em mudar toda a sua pool do draft para encaixar uma carta de última hora, isso facilita muito o encaixe de cartas multicoloridas e de bombas como Sorin, Ral, Nicol e similares. Outra mudança importante deve ser a forma como de encarar o draft e o cuidado na decisão de passar um Walker para frente ou não, naturalmente nos preocupamos com a curva de mana e com as cores do deck durante a escolha dos cards em um draft mas com a Rainbow Walker ativa essa preocupação não existe, ao menos não com os Walkers. Pense muito bem antes de abrir mão de um deles durante o seu draft. É importante pensar no impacto da regra para outros cards também! Com a facilidade de se encaixar Walkers nos decks sem se preocupar com suas cores eles devem aparecer com maior frequência nas partidas e isso muda um pouco a ordem de melhores picks para o Draft Rainbow Walker! Algumas bombas ficam ainda mais fortes pensando nessa facilidade de se utilizar os Walkers, o canal Sapeando destaca quatro dessas bombas para o evento: Roalesk, Apex Hybrid, Bioessence Hydra, Sarkhan the Masterless e Nicol Bolas, Dragon-God. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/d/e/de14b4fd-fb4e-4986-9123-69ae68b5050a.jpg?1557577243) Com o número maior de Walkers nas partidas Roalesk, Apex Hybrid apresenta duas funções interessantes, a evasão no ataque com voar e atropelar para atacar os Walkers adversários e também a habilidade de proliferar duas vezes os seus Walkers. Roalesk já é uma bomba no draft comum mas as duas características citadas acima se encaixam muito bem no Rainbow Walker e por isso ele é nosso primeiro destaque. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/f/b/fb01a161-49a1-407c-8410-6933bc8f7b6a.jpg?1557577071) Bioessence Hydra tem uma habilidade diretamente vinculada ao número de marcadores de leldade nos planinaltas que você controla, novamente a facilidade em utilizar Walkers de qualquer cor amplia o poder desta carta que já é uma bomba muito consistente no draft comum. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/2/b/2bb96971-5bf1-4ae3-98f4-7cd7a614bf97.jpg?1557576806) Sarkhan the Masterless é mais uma carta com a habilidade diretamente vinculada ao número de Walkers em campo (isso já pode ser visto no novo standard com o Jeskai Planeswalkers deck) e com a Rainbow Walkers fica muito mais fácil carregar a sua mesa dewalkers para que a habilidade do Sarkhan finalize a partida. [image](https://img.scryfall.com/cards/large/front/2/c/2c3d5102-c305-4461-8360-534aba0f5c02.jpg?1557693823) NICOL BOLAS! É claro que você já vai para o draf pensando em abrir um desses nos boosters e pegar a carta mesmo sem conseguir usar no seu deck (ninguém aqui está rasgando dinheiro não é mesmo?), mas com a Rainbow Walkers você poderá pegar o querido Deus Dragão e utilizar no seu deck mesmo que ele apareça apenas no seu último booster e sua pool inteira seja voltada para um GW Proliferate! Viva o Planeswalker Weekend! [image](https://cardsrealm.com/images/uploads/1558708907.png) Também é importante saber como lidar com o aumento de Walkers nas partidas e com o aumento do poder de algumas bombas como as destacadas acima. War of the Spark fornece um bom arsenal de respostas quando pensamos em remoção de planeswalker e com o aumento de Walkers nas partidas as respostas para eles também tem sua importância elevada: Spark Harvest, Dovin’s Veto, Despark, Price of Betrayal, Angrath’s Rampage e Prison Realm já eram ótimos picks e ficam ainda mais úteis para o Planeswlaker Weekend. Outor card que pode ganhar algum destaque é Ravnica at War, diferente das outras repostas citadas acima ele não é uma carta muito valorizada no draft, mas pode se beneficiar do aumento de cartas multicoloridas nos baralhos. [image](https://cardsrealm.com/images/uploads/1558708910.png) Já discutimos a melhoria de algumas bombas e a valorização das remoções e respostas que afetam os Walkers, mas ainda podemos pensar em como ampliar o poder e melhorar a utilização dos nossos Walkers. Basicamente todas as cartas que contenham a habilidade de proliferar se tornam mais eficazes durante a Rainbow Walker, dentre elas destacamos seis cartas importantes no draft tradicional de War of the Spark e que devem funcionar ainda melhor no Planeswalker Weekend: Ruatli’s Raptor, Evolution Sage, Flux Channeler, Grateful Apparition, Merfolk Skydiver e Karn’s Bastion com certeza merecem o destaque positivo para aproveitar ao máximo a Rainbow Walkers e acelerar o processo e as ults de seus Walkers. [image](https://cardsrealm.com/images/uploads/1558708912.png) Ainda falando em destaques temos duas cartas de menor importância que podem ser muito úteis para o Planeswalker Weekend: Mobilized District e Ignite the Beacon ficam muito mais interessantes durante a Rainbow Walker e podem ajudar a conquistar algumas vitórias. Essas variações são importantes para que a ordem de escolha de cartas ajude você a se aproveitar ao máximo da regra do evento e possa utilizar alguns cards que geralmente não seriam utilizados no seu draft. O Canal Sapeando deseja a todos um ótimo Planeswalker Weekend, que a centelha esteja com vocês!!! *Carlos Eduardo Tognoli*

Compartilhe:

Profile Main Image

Hiero Santos

HQ da Chandra é anunciada


IDW Publishing está lançando uma nova série de quadrinhos do Magic: The Gathering de quatro edições em agosto e apresenta o Planeswalker conhecido como Chandra no plano de Alara. Escrito por James Asmus com arte de Eric Koda, *Magic: The Gathering - Chandra: Trials of Alara* mostra Chandra protegendo uma aldeia de Alara com seu colega, Jace Beleren. O problema parece administrável até que uma ameaça nova e misteriosa surje. [image](https://img.purch.com/h/1400/aHR0cDovL3d3dy5uZXdzYXJhbWEuY29tL2ltYWdlcy9pLzAwMC8yNTYvMTY5L29yaWdpbmFsL01hZ2ljVGhlR2F0aGVyaW5nX1RyaWFsc18xX0N2ckEuanBnPzE1NTg1NDk2ODM=) O Planeswalker piromante foi mostrado visitando Alara brevemente na série limitada de Magic: The Gathering - Chandra por Vita Ayala e Harvey Tolibao. Aqui está o resumo de *Chandra: Trials of Alara # 1*: Magic: The Gathering - Chandra: Provas de Alara # 1 (de 4)  James Asmus (w) • Eric Koda (a) • SL Gallant (c) Chandra Nalaar - Planeswalker, piromante, herói - explode em uma nova minissérie! No plano anteriormente fraturado de Alara, Chandra deve proteger uma aldeia em grave perigo - não é grande coisa, especialmente com uma pequena ajuda do companheiro Planeswalker Jace Beleren. Mas o que acontece quando a poeira da batalha clareia e Chandra é forçada a lidar com um problema que não pode ser incinerado? Da explosiva equipe criativa de James Asmus (Gambit) e Eric Koda (Extraordinary X-Men) vem uma adição essencial à história em curso de Magic que os fãs não vão querer perder! FC • 32 páginas • US $ 3,99 ou 17 reais Incentivo A do Revendedor: Solicite 10 cópias e obtenha uma capa de livre escolha do SL Gallant! Incentivo B: Encomende 20 exemplares e ganhe uma cobertura de capas grátis da Siya Oum! Chandra: Trials of Alara # 1 está programado para ser lançado em agosto. Você está animado para ler esta nova série de quadrinhos MTG ? Fonte: [link](http://epicstream.com/news/JakeVyper/New-Magic-The-Gathering-Chandra-Trials-of-Alara-is-Coming)(EpicStream)

Compartilhe: